Saiu o CNPJ da Fábrica de Confecções da AVM. “Palavra dada, palavra cumprida!”

Por
Atualizado em: 11 de dezembro de 2016

fabrica-uniforme-web

A fábrica de confecções, que por longo tempo alavancou a receita da AVM e era motivo de orgulho de todos os associados, em um determinado período deixou de ser competitiva, tornando-se documentalmente irregular e contabilmente deficitária, gerando grandes prejuízos à Associação.

Por falta de iniciativa e empreendedorismo, esse problema deixou de ser enfrentado, sendo simplesmente procrastinado ano após ano, levando a fábrica de confecções ao sucateamento, rumo ao fechamento das atividades.

Ao assumirmos a gestão da AVM, já na primeira semana de trabalho o Departamento de Assistência Jurídica se pôs em campo para pesquisar alternativas para solução dos problemas documentais da fábrica, de forma que pudesse ser regularizada sua inscrição estadual e emitir notas fiscais, e, assim, participar ativamente do mercado de fabricação e comercialização de uniformes, seja para a Administração Pública, via certames licitatórios, seja para o setor privado.

Após várias reuniões com advogados tributaristas, especialistas em direito empresarial/associativo e com contadores, chegou-se à conclusão que o ideal era separar a contabilidade da fábrica da contabilidade geral da Associação, criando uma nova pessoa jurídica, com outro CNPJ.

Para tanto, seria necessário alterar o Estatuto da AVM e se elaborar os projetos de contrato social, o que foi inicialmente criticado por alguns, que classificaram essa proposição como obstáculo intransponível e, por comodismo, afirmavam que o melhor a fazer era a adoção da medida mais simplista, fechar a fábrica.

Contudo, com muito trabalho e participação de toda a equipe de gestão, foi elaborado projeto para alteração do Estatuto da AVM, o qual foi apresentado à Assembleia Geral em 13 de julho de 2016, sendo aprovado em sua plenitude, oportunidade em que a Assembleia Geral também autorizou a constituição de uma sociedade limitada para a fábrica.

Com base na permissão da Assembleia Geral foi confeccionada a minuta do contrato social da empresa a ser constituída, que foi aprovada pelo Conselho Deliberativo em reunião realizada em 21 de setembro de 2016.

Vencida a fase interna, o contrato social foi protocolado na Junta Comercial do Paraná, sendo aprovado, quando então seguiu-se com a submissão das instalações da fábrica às inspeções do Corpo de Bombeiros e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que emitiram pareceres favoráveis ao funcionamento da indústria.

Remetida toda a documentação à Prefeitura Municipal de Curitiba, em 6 de dezembro de 2016 foi expedido o CNPJ n.º 26.665.025/0001-06, o número de cadastro da AVM VILA MILITAR CONFECÇÕES LTDA, a nova razão social da fábrica da AVM.

Uma grande conquista, a conclusão de um projeto que envolveu muito esforço de toda a Diretoria Executiva, do Departamento de Assistência Jurídica, dos diretores da fábrica e da contadora contratada pela AVM, Regina Suota, profissional dinâmica que coordenou toda a fase externa de produção e tramitação dos documentos necessários à abertura da empresa.

A expedição do novo CNPJ da fábrica marca a conclusão vitoriosa de uma fase, de um projeto apresentado à Assembleia Geral, nosso órgão máximo, e viabilizado conforme prometido. Palavra dada, palavra cumprida!

Mas é apenas o início de uma grande jornada rumo ao desafio de reinserir a fabrica no mercado de produção de uniformes, ampliando horizontes, angariando clientes, modernizando processos e voltando a ser uma grande fonte de receita para a AVM, destinada a proporcionar investimentos para a melhoria da qualidade de vida de todos os associados e seus dependentes.

Seja bem-vinda AVM VILA MILITAR CONFECÇÕES LTDA, nova pessoa jurídica pertencente a nossa Associação da Vila Militar, que sua atuação seja sempre pautada na INOVAÇÃO COM QUALIDADE, CORAGEM E RESPONSABILIDADE.

Coronel Washington Alves da Rosa,

Presidente da AVM.