Fábrica de Confecções investe em novas tecnologias

Por
Atualizado em: 21 de maio de 2018

A AVM está investindo no avanço tecnológico da Fábrica de Confecções, buscando estudos para a atualização da estrutura, com o objetivo de oferecer soluções de agilidade e inovação. Um novo ambiente, visando o futuro, está focado no Planejamento e Controle de Produção (PCP), que é uma ótima forma de buscar excelência na produção de uma empresa.

Ao todo, foram adquiridas oito máquinas convencionais, duas máquinas elastiqueiras 12 agulhas, uma máquina ponto corrente, uma máquina Abrir Peitilho (que ajudará na confecção de camisas gola polo), traveti eletrônico para velcro, viés 4 facas, overloque ponto cadeia, máquina para costura de bolso traseiro eletrônica, e ainda três máquinas específicas: de costura industrial para costurar bolsos, de dobrar bolsos e lapelas, e brother para costurar passantes.

A tecnologia é um componente decisivo para o desenvolvimento do sucesso comercial da indústria têxtil, atendendo às necessidades do crescimento da demanda atual, portanto, à frente da administração, o diretor da Fábrica, Coronel Sérgio Filardo, e o diretor comercial, Tenente Irineu Pereira das Chagas, tem buscado soluções junto aos fornecedores para otimizar a confecção, com a modernização aliada à economia de tempo e recursos.

Agilidade na produção

Com o novo maquinário, a Fábrica poderá cumprir prazos menores de entrega, pois a produção se torna mais rápida e ágil. Por exemplo, um bolso com zíper no agasalho, que levava cinco minutos, com o investimento, demandará apenas 20 segundos. Outro exemplo é a aplicação de faixa lateral na calça, que precisava de quatro minutos e passou a ser feita em 30 segundos.

“O investimento era necessário, pois a Fábrica vem crescendo desde que a gestão Coração Miliciano assumiu a administração. Esses avanços são importantes e representarão, cada vez mais, resultados positivos. Através do Departamento de Relações Comerciais, estamos buscando parcerias com empresas especializadas na confecção de peças e, agora, a serigrafia é realizada internamente”, explica o diretor Coronel Filardo.

” O recém inaugurado CPM de Londrina e a futura implantação dos Colégios da Policia Militar no interior do estado, juntamente com a criação do Colégio Vila Militar na capital, com ritmo acelerado de expansão para Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão e outras regiões, está traçando um novo rumo para a Fábrica de Confecções da AVM. Este era o nosso desafio, e estamos muito focados em retomar a importância que a Fábrica tinha junto a Associação.” Disse Coronel Washington – Presidente da AVM.

A necessidade de contratação de mais funcionários foi sanada com a otimização da agilidade, proporcionada pelo investimento realizado. Além disso, a equipe passará por um treinamento para aprender a operar o maquinário.

Converse no WhatsApp