Coronel Malucelli defende sistema de proteção social ao PM e BM

Por
Atualizado em: 7 de fevereiro de 2019

O associado da AVM e presidente da Fetranspar, Coronel Sérgio Malucelli, escreveu um artigo defendendo um sistema de proteção social ao policial e bombeiro militar, o qual foi publicado pelo jornalista Pedro Ribeiro no Paraná Portal.

O Coronel defende um tratamento digno à categoria, uma vez que a mesma é indispensável à comunidade: “O militar estadual é um soldado que presta serviços na prevenção e proteção do cidadão, da sociedade e dos bens públicos e privados, com patrulhamento ostensivo, salvando vidas para a preservação da ordem pública. É este policial, soldado, que enfrenta cara a cara e muitas vezes de peito aberto, sem um colete a prova de balas eficiente, o marginal entrincheirado e fortemente armado. O policial militar sai pela manhã de sua casa, do lado de sua família e não sabe se retorna ao lar”, explicou ele.

O artigo ressalta ainda a ampliação da atuação do policial militar, que antigamente era exclusiva de manutenção da ordem e que atualmente abrange segurança pública, saúde pública e tranquilidade pública. “As atuações e responsabilidades foram aumentando ao longo dos anos e o policial militar continua sendo uma atividade diferenciada. Não possui um Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, adicional noturno, já que tem escala noturna para cumprir, sem direito à benefícios, a insalubridade, periculosidade e pagamento de horas extras. O policial militar não tem um plano de saúde, não recebe pagamento de auxílio transporte e muito menos vale refeição”.

Ele finaliza, afirmando seu desejo de que a reforma previdenciária preserve a categoria e os direitos adquiridos. “Somos um segmento diferenciado de agentes públicos. Somos militares estaduais, policiais e bombeiros que estão 24 horas à disposição da comunidade paranaense. O que nós queremos e vamos defender é um sistema de proteção social ao policial e bombeiro militar”.

Converse no WhatsApp