Associados elogiam AVM e fazem sugestão

Por
Atualizado em: 1 de agosto de 2017

O jantar dançante de aniversário da AVM é sempre uma oportunidade de confraternização entre os policiais militares e especialmente entre os associados. Desde a chegada no Círculo Militar do Paraná – na noite de sexta-feira, 28 -, os participantes eram recebidos em clima de festa e encontro. Já na entrada, duas cortinas de água e uma cabine fotográfica garantiam os registros. Casais e grupos de amigos aproveitavam a cabine para fotos animadas, que eram entregues impressas na hora, no tamanho 10 x 15.

Com 32 anos de Polícia Militar, o Coronel BM Fabio de Oliveira chegou cedo, com a esposa Tânia, e elogiou o trabalho da diretoria da Associação. “O nosso presidente, Coronel Washington, é muito dinâmico. Percebemos grande melhoria nas acomodações do Hotel de Foz do Iguaçu e das colônias de férias. O Colégio da Vila Militar é outro marco importante, que vai oferecer oportunidade para quem anseia pelo ensino nos padrões militares e não consegue entrar no CPM”, disse ele.

O Hotel e as Colônias também receberam elogios do cadete Hubach, de 23 anos, que está no terceiro ano da APMG. “Tenho aproveitado bastante o hotel, a colônia e também a AVM Shop”, afirmou ao chegar no Círculo Militar do Paraná.

 

Já o 1º Tenente Faustino, que foi ao baile com a esposa Daniela, considera a iniciativa do Colégio uma “excelente ideia”. O oficial é associado da AVM há 15 anos e disse ter ficado surpreso com a abertura do Colégio.

Junto com a esposa Meri, o Tenente-Coronel Abreu, do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária, é associado da AVM desde 1989 e está satisfeito com a quantidade de informação relevante que recebe sobre a Associação por diversos canais, principalmente pelo site e pelo grupo de WhatsApp. O casal também gostou de ver a modernização do Hotel de Trânsito em Foz. “Vamos muito até lá para passear e encontramos conforto, com móveis novos, e excelente atendimento.”

Os filhos do casal estudam no Colégio da Polícia Militar e por isso mesmo o oficial considera uma ação muito importante a criação do Colégio da Vila Militar. “Achei muito bacana também abrir oportunidades para a comunidade, e com preço justo”, disse.

O soldado Demarchi e a esposa Juliana gostam de frequentar a Colônia de Férias em Shangri-lá e costumam ir fora da temporada, aproveitando os preços promocionais e evitando disputar os sorteios. Com uma filha de quatro anos, Juliana diz que aproveitam muito a infraestrutura de lazer e aproveita para fazer uma sugestão ao Departamento de Colônia de Férias: a colocação de um sofá no apartamento, assim como há nas Colônias dos Oficiais.