Academia Policial Militar do Guatupê em Maringá forma 60 novos sargentos

Por
Atualizado em: 13 de julho de 2017

A 2ª Escola de Formação, Aperfeiçoamento e Especialização de Praças (Esfaep), que faz parte da Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), formou nesta quinta-feira (13), em Maringá, um grupo de 60 novos Sargentos.

A cerimônia foi realizada na sede do 4º Batalhão de Polícia Militar, e contou com a presença de diversas autoridades, dentre elas o Diretor de Ensino e Pesquisa (DEP), Coronel Nelson Argentino Soares Júnior, o Comandante da Academia Policial Militar do Guatupê, Tenente-Coronel Mauro Celso Monteiro, o Subcomandante do 4° Batalhão de Maringá, Major Carlos Henrique Cardoso, o Comandante da 2ª EsFAEP, o Capitão Radamés Luciano Vinha, o Prefeito de Maringá, Ulisses Maia e o Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), José Carlos Valêncio. A AVM foi representada por seu presidente, o Coronel Washington Alves da Rosa.

“Na APMG, pela 2ª Esfaep, destinada a formar e aperfeiçoar sargentos policiais militares, pautamos o nosso trabalho na ciência pedagógica, técnica policial, respeito ao meio ambiente e relações humanas. Procuramos consolidar uma educação policial militar de referência em liderança, com excelência e cultura de valorização das atribuições policiais militares”, discursou o Comandante da APMG, Tenente-Coronel Mauro Celso Monteiro.

Para o tenente Dejair Budkevitz, sócio há 18 anos na AVM, o dia foi ainda mais importante. Na turma de novos sargentos está a esposa, Sargento Gisele dos Santos Machado Budkevitz. “Realmente é um grande orgulho estar compartilhando este momento tão importante na carreira de minha esposa. Sei o quanto foi difícil para ela. Antes do concurso foram muitas horas de estudo e preparação física. Mas acho que a maior provação foi ficar esses seis meses longe do nosso pequeno Guilherme. Hoje foi a coroação de todo esse esforço. Ela é muito dedicada e comprometida com a profissão. Certamente desempenhará muito bem sua nova função. Nossa família agora volta junto para casa, para matarmos a saudade e comemorarmos”, conta.

O curso, que teve início no dia 17 de janeiro de 2017, oportunizou aos novos Sargentos o direcionamento técnico e profissional relativo às funções da nova graduação, garantido a sua formação plena dentro da ética e da moral, com currículo de 750 horas, voltado para o bem servir da comunidade paranaense. Além do aprendizado teórico-prático, os Sargentos participaram de diversas escalas-extras de apoio em ações e operações de policiamento ostensivo na região noroeste do Estado que, somadas às atividades acadêmicas, ultrapassaram mil horas de atividade.